Fique por dentro das notícias e dicas

Eles estão de olho em você

30/11/2017
  
 

Chegamos a uma era em que o que não é postado, para algumas pessoas, é como se não tivesse sido vivido. É tanta selfie, tanta hashtag, tanta participação virtual nas mais diversas redes sociais que já é necessário um bom tempo de dedicação diária só para nos atualizarmos em cada uma delas.

 

O que quem posta, comenta e opina de montão – muitas vezes sem pensar - não se dá conta é de que esta era é tão virtualmente intensa que tem gente nos vigiando que provavelmente não ficará agradado do que vê.

 

E a consequência disso, pode acreditar, é capaz de refletir até mesmo numa dificuldade de recolocação no mercado de trabalho, algo que muitos de nós estamos em busca.

 

eles estão de olho nas redes sociais

 

É isso mesmo. Uma pesquisa divulgada pela Jobvite, empresa especializada em recrutamento online, apontou que 92% dos profissionais que trabalham com recrutamento de pessoal usam ou pretendem começar a usar as redes sociais como auxílio na seleção de candidatos.

 

Este número é, no mínimo, impressionante! 

 

E comprova que é tendência no Brasil e no mundo o uso dos canais virtuais para escolher o melhor profissional. O que quer dizer que, assim como nós, quando queremos tirar conclusões sobre uma pessoa que acabamos de conhecer, corremos para uma breve (ou não tão breve) stalkeada nas suas redes sociais, as empresas já estão partindo para o mesmo artifício.

 

Isso porque a personalidade das pessoas, os princípios éticos, as posições políticas, tudo isso não vem no currículo... mas não poucas vezes, ao abrir o seu Twitter, pimba! Lá está alguém com manifestações completamente opostas aos valores da empresa e então: adeus vaga. :(

 

Um meio prático e barato de saber mais sobre você

A pesquisa indica, também, que as redes sociais são canais viáveis para a seleção de candidatos de qualidade. Diversas organizações anunciam vagas na internet,  alimentam suas páginas nas redes, fazem sua publicidade também por este meio... por que não utilizar destes canais nos quais elas já se encontram tão inseridas para colaborar na escolha do melhor perfil para preencher algumas de suas vagas?

 

Então, é o que é feito. Ainda segundo a Jobvite, um terço dos entrevistadores sempre (eu disse SEMPRE) verifica o perfil dos candidatos nas mídias sociais antes de bater o martelo na definição do contratado.

 

A sua imagem nas redes se parece com a imagem passada no currículo?

Se formos falar mais especificamente das redes, temos que o LinkedIn é uma rede objetivamente para uso profissional, espera-se que ali as informações adicionadas não vão muito além da trajetória da pessoa entre escolaridade, cursos, especializações, empregos e, claro, uma foto. Não esperamos ter que dar sugestões sobre isto, visto que todos sabem que a visibilidade é quase que unicamente para fins de mercado de trabalho.

 

A preocupação é quando abordamos o assunto Facebook e Twitter, onde encontramos informações que vão muito além, que entram no ramo da vida pessoal de cada um. E são essas redes que já são consideradas extensões do que passa na cabeça das pessoas, das suas crenças, das suas ideias e, ainda, do seu estilo de levar a vida (até mesmo profissional).

 

Neste ponto que queremos chegar: a imagem que você demonstrou lá na entrevista de emprego seria mantida se o entrevistador desse uma entradinha no seu Facebook exatamente agora?

 

Muitas vezes a imagem que o candidato mostrou durante todo o processo de seleção é revelada completamente diferente quando acessados os seus perfis nas redes. Grupos aos quais pertencem, o que escrevem, postagens partidárias extremistas, fotos vulgares, comentários preconceituosos, etc etc etc... Convenhamos, não é difícil arruinar tudo por conta das nossas manifestações ali na internet.

 

Exemplificando na prática

Imagine você a seguinte situação: Após uma série de dinâmicas e entrevistas para uma vaga, o avaliador fica entre dois candidatos, os melhores do grupo. Antes de partir para a decisão final, ele decide dar uma espiada no perfil de ambos.

 

No seu perfil ele acaba se deparando com aquela sua foto bebendo com os amigos no bar, publicações aleatórias e que não passam de piadas ou demonstração de desinteresse profissional, tudo diferente da maneira comprometida que você se demonstrou no decorrer da seleção.

 

Já o outro candidato possui um perfil mais “maduro”, uma foto bem selecionada, algumas publicações que se conectam aos valores da empresa e fazem jus ao que foi demonstrado durante as entrevistas.

 

Neste caso, por mais que você tenha exposto um posicionamento um pouco melhor do que o outro ao vivo, o entrevistador poderia muito bem dar prioridade ao seu concorrente, por considerar que o perfil dele transmite mais compromisso e confiança.

 

Na prática, a verdade é essa: nenhum recrutador irá selecionar um candidato que difama a imagem de um ex-empregador, já que a possibilidade de que ele faça o mesmo com a nova empresa é bastante grande. 

 

O que? Vou apagar meu perfil agora mesmo!

Calma. Antes de tomar decisões drásticas, tenha em mente que o perfil de um candidato não pode ser traçado somente com o que ele expõe nas redes sociais. Aí se somam entrevista, avaliação psicológica, experiências anteriores, entre outros. O perfil nas redes sociais, no somatório com os outros itens todos, pode ter influência na decisão final quanto à contratação.

 

Ainda assim, tenha em mente que após uma entrevista boa, as chances de você não conseguir um emprego por conta das redes sociais diminuem e podem se anular no caso de suas competências atingirem satisfatoriamente as expectativas.

 

Nada se compara a uma entrevista olho no olho.  Mas considere também que uma postura consciente nas redes pode até mesmo lhe garantir uns pontinhos a mais, caso haja comparação com demais candidatos baseada neste quesito. Você pode evoluir nas impressões da entrevista através da postura nas redes, pois uma extensão da nossa personalidade, como já sabemos, acaba se demonstrando ali.

 

Por fim, estamos cientes de que as redes sociais foram feitas para facilitar nossa comunicação e manter o contato com quem desejamos, porém muitas vezes o hábito de publicar exatamente tudo o que acontece, sem filtros, talvez não seja assim tão necessário.

 

É claro que você não precisa deixar de postar coisas que lhe agradem, expor suas ideias, mas apenas tenha limites, concentre-se na imensidão de pessoas que podem ter acesso e no quanto aquela postagem poderia, em algum momento, jogar contra você.

 

É possível ir a favor ou contra a política nacional e também opinar sobre uma marca ou loja, mas dá pra fazer isso mantendo o aspecto de contribuição, sem indignação, sem posições extremas e, principalmente, sem ofensas pessoais. Seja construtivo!

 

O que buscamos aqui é apenas lembra-lo de que vale a pena dar a devida atenção à nossa vida virtual pois mais pessoas (que nem imaginamos) podem estar também bastante interessadas nela.

 


 

Sobre a Luandre

A Luandre Soluções em Recursos Humanos, 47 anos de atuação em RH, oferece soluções técnicas e inovadoras no setor para 200 das 500 maiores empresas do Brasil.

 

No total, atende  4 mil companhias brasileiras , 55 mil profissionais e tem um banco com mais de 1,7 milhão de currículos cadastrados.  Atualmente, possui 11 agências em três estados, localizadas em São Paulo (Centro, Faria Lima, Santo Amaro e Lapa), Alphaville, ABC, Guarulhos, Campinas, Jundiaí, Rio de Janeiro e Curitiba.

 

Há 16 anos consecutivos está no Top 5 do prêmio Top Of Mind RH, no qual já se sagrou vencedora por 6 vezes, sendo a última vitória em 2017.

 

Além de todo seu know-how em Recrutamento e Seleção, a empresa oferece ainda os serviços de Administração de Pessoal (Temporários e CLT), Avaliação Profissional, Outsourcing e Programas Especiais (Saúde, Varejo e Logística).

 

A Luandre tem por objetivo a excelência nos serviços e o investimento em soluções criativas, além de construir o elo entre a organização e colaborador em todas as etapas de desenvolvimento dos Recursos Humanos.

 

 


Compartilhe:

 

 

 

 

Digite seu e-mail que entraremos em contato


Saiba mais sobre os serviços

Cadastre seu curriculo
Pesquisa por vagas de emprego

Aceite as politicas de privacidade Selecione o seu interesse