Fique por dentro das notícias e dicas

O que o desemprego nos ensina sobre “fazer o que ama”

06/09/2017
  
 

Você está tranquilo com a rotina que leva, com o salário garantido no final do mês e, por conta disso, inclusive se permitindo fazer planos a longo prazo quando, de repente: “lamentamos mas teremos que desligá-lo da empresa”.

 

você faz o que ama

  

Seja por reformulação de setores, por falência da organização, por redução de cargos ou, pela principal razão, a crise que assola os mais diversos nichos de mercado no país, esta situação tem se tornado cada vez mais comum para um significativo número de brasileiros.

 

“E agora, o que vai ser da minha vida?” 

É o primeiro pensamento que vem à tona quando nos deparamos com o desemprego não intencional.

 

E nesse primeiro momento fica realmente bastante difícil visualizar saídas, planejar estratégias ou ir em busca de oportunidades, mas é preciso se conscientizar de que, apesar do sentimento de impotência, essa é uma hora em que chorar e reclamar do que aconteceu não poderá mudar absolutamente nada.

 

Tome seu tempo para se recuperar do choque pela saída da situação de conforto que se encontrava e, então, bora levantar a cabeça para encarar o que vem pela frente.

 

A coisa mais importante a pensar agora é: a única forma de melhorar essa situação é fazer alguma coisa, pois nada é mais frustrante, no final das contas, do que esperar por qualquer resultado não fazendo nada.

 

Momento de reavaliação

É isso mesmo, a palavra agora é reavaliação.

 

Não são muitos os momentos da vida em que temos a chance de parar tudo para pensar no que estamos fazendo dos nossos dias, em como estamos executando nossas tarefas ou se estamos de fato colocando a dedicação necessária para sermos de fato bons naquilo onde dispensamos a maior parte do nosso tempo dia pós dia.

 

As conclusões podem ser as mais diversas, incluindo preferências de atuação dentro da área, desejo de agregar maior conhecimento para se destacar naquela especificidade ou, quem sabe, o desenlace em um desejo de mudar completamente de carreira, por que não?

 

Sabendo fazer a leitura com atenção, é possível enxergar no desemprego a oportunidade que faltava para dar início a algo que sempre quis, mas que não tinha coragem para deixar tudo para trás e recomeçar.

 

Quando se trata de vida profissional, muitas vezes um passo para trás pode significar, no futuro, outros três para frente, e não são poucas as histórias de pessoas que se encorajaram para esta cartada e alcançaram novas carreiras não apenas promissoras, mas que lhes permitiram maior satisfação pessoal.

 

Valorize o que já conquistou até aqui

Agora, se você se considera alguém que gosta do que faz e só queria poder seguir trabalhando na rotina que tinha, pense que independente do que virá daqui para frente, você já avançou muitas casas com tudo o que vivenciou nos últimos tempos.

 

O que queremos dizer é que a partir da última oportunidade de emprego a sua experiência já é bem maior!

 

Você já tem uma rede de contatos que antes não tinha, conhece novas estratégias e rotinas dentro da sua área, conhece melhor os instrumentos de trabalho e, ainda, tem um currículo mais rico do que o que tinha outrora.

 

Tudo isso significa que não será mais um começo do zero e isso já coloca você em destaque comparado a tantos outros candidatos. Resta apenas encontrar uma empresa que tenha a ver com você e que reconheça suas habilidades, talento e interesse no ofício.

 

Saber usufruir do seu tempo faz bem para todo mundo

A vida corrida do dia a dia, para muita gente, compreende um turbilhão de atividades que não deixa espaço sequer para pensar muito. É acordar cedo, trabalhar, almoçar com pressa pensando na reunião da tarde, ler, estudar, encontrar com os amigos, cuidar da casa e, quando termina, começa tudo de novo.

 

Somente quem tem a chance de parar para organizar seu tempo pode, finalmente, elencar prioridades na rotina, dar atenção ao que de fato faz bem para a alma e a saúde. Esse é o momento de tomar conta de você mais do que nunca.

 

Praticar esportes, tomar conta da saúde, rever pessoas importantes que não moram tão perto, tudo isso ajuda a melhorar a tranquilidade desta fase e, ainda, permite uma organização melhor do seu tempo quando a rotina de trabalho retornar.

 

Paralelo a isso, não se esqueça de eleger um turno do dia para a busca por novas vagas, envio de currículos, participação em eventos e cursos que possibilitem crescimento de networking, etc. Afinal é a chance que você tem de aliar trabalho lazer da maneira que mais parecer conveniente.

 

A Luandre te apoia neste processo! 

 

Este conteúdo tem como objetivo informar e divulgar tendências do mundo de RH.

 

Diretor e Luandre no Top of Mind de RH

A Luandre, há 47 anos, no mercado de RH oferecendo soluções técnicas e inovadoras para o setor e atende mais de 4 mil empresas clientes e administra mais de 55 mil profissionais no ano.

 

Luandre no TOP of Mind de RH

 

Contabilizando sua 16ª indicação para o prêmio Top of Mind de RH em 2017, é reforçado mais uma vez o reconhecimento de um trabalho de excelência, qualidade e comprometimento com seus clientes e candidatos.


Empresário de destaque no Top of Mind de RH

Fernando Medina, diretor de operações da Luandre Soluções em Recursos Humanos, foi indicado na categoria Empresário de Destaque Fornecedores de RH. O prêmio auge será disputado entre os 5 melhores profissionais na categoria.


Com 12 anos de experiência em Recursos Humanos, é formado em administração de empresas e marketing pela ESPM e cursou pós-graduação em gestão de pessoas pela FIA.

 

Saiba como votar

 

A votação para o prêmio Top of Mind de RH é feita por profissionais do setor. Para fazer parte deste grupo, cadastre-se aqui. Após o cadastro, você receberá uma cédula online para votação. Participe!

 

O seu apoio é fundamental para a conquista deste prêmio. Escolha a Luandre.

 


Compartilhe:

 

 

 

 

Digite seu e-mail que entraremos em contato


Saiba mais sobre os serviços

Cadastre seu curriculo
Pesquisa por vagas de emprego

Aceite as politicas de privacidade Selecione o seu interesse