Um setor que tem ganhado destaque em relação ao aumento do número de vagas disponíveis em 2020 é o de logística. Neste ano, na Luandre, a quantidade de vagas disponíveis para suprir as demandas de vendas online Black Friday cresceu a 554% em relação ao mesmo período do ano anterior. O comércio virtual, inclusive, promete fazer desta uma das temporadas uma das maiores dos últimos tempos, no Brasil.

Assim, diante da pandemia e a ainda presente necessidade de distanciamento social, muitos brasileiros devem aderir à compra online em aplicativos ou sites, mesmo os que não eram acostumados a esse modelo de consumo.

Devido a essa mudança significativa, grandes varejistas, que nas temporadas anteriores necessariamente precisavam contratar vendedores, operadores de caixa, cargos relacionados à rotina de um grande varejo, viram-se obrigados a adaptarem suas vendas aos comércios eletrônicos para manter a receita em dia.

E não são somente os grandes players do mercado que estão fazendo essa realocação, do físico para o digital, diversas micro e médias empresas também estão se adaptando a esta nova realidade.

Mas o que os cargos em logística têm a ver com isso?

A subida de oferta neste setor acontece porque é ele que controla e direciona itens de pedido e conferência até a entrega na casa do cliente. Ele é o responsável por suprir a alta demanda que o setor tem recebido.

Portanto, para atender à corrida pelas compras as empresas precisam estar bem preparadas estruturalmente para cumprir seus prazos. Embora o segundo semestre já seja um dos períodos mais favoráveis ao comércio por conta da Black Friday que vem seguida pelo Natal, notadamente a melhor data para o comércio brasileiro, a demanda para logística tem crescido desde o primeiro semestre.

A pandemia não fez apenas com que todos adotassem novos hábitos que ajudam na prevenção ao covid-19, mas também criou um panorama novo no mercado de trabalho mundial, acelerando a transformação em diversos setores. Esta adaptação no modo de compras da população é positiva num momento de instabilidade, porque consegue manter parte do varejo atuante, de uma forma nova, já que muitos brasileiros preferiam fazer compras em lojas físicas.

Neste segundo semestre, mesmo com a flexibilização para a abertura de lojas, a apreensão pelo vírus deve manter o setor de varejo virtual fortalecido e se apresenta como uma oportunidade de recolocação profissional para quem está em situação de desemprego.

Para mais dicas, informações e oportunidades, fique ligado em nosso blog e em nossas redes sociais:

👍https://www.facebook.com/luandrerh
👍https://www.instagram.com/luandrerh
👍https://www.linkedin.com/company/luandrerh