A contratação de trabalhadores temporários, quando respeitados os requisitos legais, é vantajosa tanto para a empresa que contrata, quanto para o trabalhador, uma vez que atende o aumento de demanda enquanto oferece oportunidade e chance de efetivação para os profissionais contratados.

Se você tem dúvidas sobre esse tipo de contratação, acompanhe nossas dicas e veja quais são os itens essenciais para contratar estes profissionais para sua empresa!

“Para qual tipo de atividade posso contratar um profissional temporário?”

O profissional temporário pode ser contratado para aumento de demanda ou substituição imediata. Nos dois casos, ele pode atuar tanto sobre atividades-meio quanto sobre atividades-fim.

“Qual o prazo máximo para contratar um profissional temporário?”

Hoje, com a Lei 13.429/2017, a empresa pode contratar um trabalhador temporário de 1 a até 180 dias, sendo admitida a prorrogação por até 90 dias, totalizando o máximo de 9 meses. Esse aumento possibilita uma flexibilização maior na utilização do tempo total de contrato.

“Minha empresa pode realizar a contratação direta de mão de obra temporária?”

A resposta é não. A contratação de qualquer mão de obra temporária deve ser realizada por intermédio de uma agência de empregos e está obrigatoriamente deve possuir autorização do Ministério de Trabalho para atuar com este tipo de função.

“O trabalhador temporário precisa de registro em carteira?”

A Lei nº 6.019/74 já estabelecia que o trabalhador tem direito a registro na CTPS de sua condição de temporário, e assim permanece. É preciso estar consciente de que se não houver registro em carteira, no campo de anotações gerais, não pode ser considerado trabalho temporário legal.

Para mais dicas, informações e oportunidades, fique ligado em nosso blog e em nossas redes sociais:

👍https://www.facebook.com/luandrerh
👍https://www.instagram.com/luandrerh
👍https://www.linkedin.com/company/luandrerh